Como fazer Marketing Médico Digital seguindo as normas do CFM?

Antes de começar, eu vou citar um trecho de uma das regras do CFM:

É vedado: Permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer meio de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade.

Por conta disso, alguns médicos pensam: “PRONTO, então não posso fazer nada para me divulgar!”.

E está certo!… Mas só se você pensar na publicidade que era feita antigamente, tentando sempre vender algo, fazer um slogan chamativo, dar descontos, fazer promoção, se auto intitular como melhor médico da cidade, enfim..

O primeiro ponto é percebermos que o novo marketing não se trata exclusivamente de vender ou de forçar algo que seu cliente não precise. O ideal é você gerar valor para sua marca. O que no caso do médico, você é o melhor representante dela!

Em outras palavras, você precisa se tornar uma autoridade, demonstrando confiança e segurança para quem segue você. Assim, a sua audiência, além de se tornar  pacientes, vão defender seu trabalho e representarão a sua marca, divulgando para familiares, amigos e conhecidos.

marketing médico cfm

Como as pessoas entendem o valor do médico?

E se você ainda tem dúvidas sobre a importância de gerar valor pra sua marca, pense um pouco: por que o Iphone é tão mais desejado do que qualquer outro smartphone com Android?

Quer dizer, os 2 aparelhos tiram foto, possuem um sistema confiável, fazem ligações, possuem milhares de aplicativos disponíveis em suas lojas. Ou seja, os 2 fazem o mínimo que uma pessoa espera ao comprar um aparelho celular.

Então, por que as pessoas preferem ou desejam consumir o aparelho da Apple?

Simplesmente porque é da Apple!?

Pensa comigo, você já reparou na diferença de comunicação entre a Apple e os demais dispositivos:

A Apple “gera valor” por meio destes atributos: confiança, segurança, novidade, design, satisfação, status, experiência etc.

Enquanto as outras marcas vendem: memória ram, tela maior, X pixels de fotografia, processador, etc..

Agora você entende como ter uma marca consolidada e forte pode ser uma grande vantagem para você e sua clínica?

Mas você só consegue passar confiança, segurança e credibilidade, com conteúdo e reputação… agregando valor ao seu serviço, se diferenciando daquilo que é colocado no mercado apenas para “vender”.

Entende como isso pode ser aplicado em sua realidade médica? Se o seu trabalho é extremamente técnico, como você espera que o seu paciente agregue valor para o seu trabalho se ele não sabe te avaliar?

O diagnóstico correto, o tratamento bem realizado e a cirurgia executada com sucesso são o mínimo que as pessoas esperam de você. E isso tudo é muito importante! Porém, as pessoas precisam de pontos que elas saibam avaliar para gerar valor ao seu trabalho.

atendimento humanizadoLevando isso em consideração, o paciente não sabe se o seu diagnóstico está correto ou não, mas ele consegue saber se você foi atencioso, simpático, se sua secretária ofereceu um atendimento de qualidade…

Seu paciente não consegue saber se a cirurgia ou o tratamento que você está propondo é o melhor para o caso dele, mas ele sabe identificar se a clínica está bem organizada, a sua aparência, o local do seu atendimento, a vaga na garagem, a forma como você esclareceu as dúvidas dele durante a consulta…

Percebeu o número de pontos de contato que o paciente tem com a sua marca mesmo sem ser com você?

A EXPERIÊNCIA DO PACIENTE NA SUA CLÍNICA DEVE SER UM DOS PONTOS DE MAIOR ATENÇÃO DO SEU MARKETING

Experimente você mesmo ligar na sua clínica para agendar uma consulta e avalie a sua satisfação.

Todo o caminho que o paciente percorre até chegar em você, vai fazê-lo criar a percepção de valor que ele possui do seu trabalho. Sim, o paciente imagina como será a consulta de acordo com o primeiro contato dele com a clínica.

Esse caminho, que é composto por vários elementos, muitas vezes não é percebido pelo médico, por estar focado no seu atendimento, e isso pode resultar em uma experiência ruim para seu paciente.

Então significa que basta eu ter um bom marketing que tudo vai se resolver?

Com certeza não, o marketing nada mais é do que captar a sua essência, o seu foco, o seu desejo por fazer um bom trabalho, e aplicar isso em toda a experiência que seu paciente terá com a sua marca.

Serviços “marketeiros” possuem um alto chamariz, mas não entregam o que prometem e acabam frustrando os seus clientes. Um negócio com base nessa estrutura não se mantém por muito tempo. É por isso que você precisa ter uma boa base, conhecimento, experiência, para depois expandir e alcançar novas pessoas que possam estar interessadas no serviço que você oferece, porém.. como fazer isso?

A primeira resposta e a mais correta com certeza é: o boca a boca. A melhor estratégia de marketing que existe! Retorno garantido com o mínimo de investimento. Mas… você quer esperar o boca a boca funcionar?

O boca a boca é a melhor estratégia de marketing que existe, isso é fato. Mas ele é lento. E hoje as coisas acontecem com muita velocidade..

Aqui na Kapital nós temos 3 tipos de clientes que nos procuram, veja se você se identifica com algum desses casos:

medica recem formada– O primeiro grupo são de médicos recém-formados, já com especialização, que desejam começar o seu negócio do zero. Eles já possuem alguns pacientes, muitas vezes já são conhecidos, mas precisam ser rapidamente encontrados por outras pessoas que também vão se interessar pelos seus serviços. Então eles têm que passar confiança, já que essas pessoas ainda não conhecem o seu trabalho e não foram indicadas por ninguém.

medico com experiencia– O segundo grupo, são de médicos que já possuem alguns anos de experiência, já fizeram muitos plantões e atendimentos, porém querem criar algo sólido.. Assim, eles se juntam com alguns sócios para montar uma clínica.. Alguns deles nos procuram na fase inicial do negócio para criar tudo desde a identidade visual, como o logotipo e o website.. Enquanto outros, que já possuem a clínica há algum tempo, querem alavancar o seu negócio, fidelizar os pacientes atuais, alcançar mais pessoas, principalmente da região do seu atendimento, e eles querem apresentar a clínica como a opção ideal para o tratamento desejado. Normalmente, os médicos deste segundo grupo já possuem uma certa confiança de seus pacientes, já realizam um bom atendimento na clínica, possuem boa reputação, mas eles querem que mais pessoas “enxerguem” esses diferenciais. Nesses casos, o que eles querem não é simplesmente ter mais pacientes, mas sim, gerar valor para essas pessoas, com informação e conteúdo… impactá-las com sua mensagem, para atrair pacientes que simpatizam com seus serviços e confiam neles.

medicos com muita experiencia– E o terceiro grupo são os mais surpreendente e crítico… são os médicos mais experientes, acima de 50 anos, que chegam na seguinte situação: construíram suas carreiras em cima do boca a boca, sempre tiveram bons resultados, alguns trabalhavam com convênios, outros não.. porém, de alguns anos pra cá a quantidade de consultas começou a diminuir, e eles não sabem o que aconteceu… neste momento, a forma mais fácil de lidar com isso é culpar a crise. Mas eu, e toda a equipe da Kapital, acreditamos que se você se preparar, analisar os dados do mercado, se antecipar às ações que estão acontecendo, você consegue se diferenciar e até mesmo crescer em momentos de crise. Então isso não é uma desculpa.

O engraçado é que quando nós começamos o trabalho para esse terceiro grupo, só o simples fato dos médicos terem uma presença online, as pessoas retornavam à consulta dizendo: “Nossa dr., que bom que te encontrei, achei que o sr. tivesse parado de atender”.

Então eu posso dizer para você, com toda certeza, que sim, é possível expandir o seu alcance, aumentar seu reconhecimento, passar confiança, fazer com que mais pessoas saibam que você realiza determinado tratamento sem depender somente do boca a boca. Porém, só é possível fazer isso, se você tiver os requisitos básicos que são: oferecer um bom atendimento, ter uma boa secretária e claro, estudos e conhecimento da sua especialização.

marketing medico CFMMas afinal, como posso fazer meu marketing digital então?

Certo, você se lembra daquela norma que está escrita no início do texto? Aqui está novamente:

É vedado: Permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer meio de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade.

Se você, que é médico, não pode fazer publicidade, como você vai se destacar e se diferenciar dos demais? Como você pode trabalhar a sua marca com essa restrição?

Bom, eu vou responder com outra pergunta: Você gosta de publicidade?

É apenas a minha opinião, não sei a sua… mas eu odeio aquela publicidade que quer me vender algo que eu não preciso… não gosto de estar andando de carro e ter centenas de outdoors, de folhear uma revista ou um jornal e aparecer uma propaganda no meio da matéria… de estar assistindo tv e ser interrompido pelos comerciais, nossa… é muito chato! Sabe por quê? Porque eu não pedi pra ver aquilo, eu não busquei por aquilo e eu não quero ser interrompido… E pode ser que você, ao pensar em publicidade pense “eu não quero ser o chato ou a chata que fica aparecendo para as pessoas” porque você não quer incomodá-las também… mas agora eu vou te contar esse segredo…

No marketing digital, você é o conteúdo e não a publicidade.

Sua autoridade, seu conhecimento, seu respeito, seu diferencial… você só conquista as pessoas gerando valor e não tentando vender algo.

É este tipo de marketing que funciona. Onde você é a referência sobre aquele assunto para a sua audiência. E quem é a sua audiência? As pessoas que têm interesse no tipo de assunto que você está oferecendo! Não é todo mundo que vai querer saber sobre o que você está falando (ou postando) e isso não é problema. O foco da sua comunicação é quem está realmente interessado e quem está buscando saber do assunto.

Percebeu a diferença? E sabe o que é mais curioso nisso?

Esse tipo de marketing se encaixa perfeitamente nas normas do CFM, pois você não estará se divulgando para vender os seus serviços. Você estará aparecendo para gerar valor para as pessoas… para educá-las… para expor o seu conhecimento.

Não importa qual ferramenta você vai usar para se divulgar online, se você pensar na forma de gerar valor para a sua audiência, você seguirá tanto as normas do CFM quanto se tornará uma autoridade no assunto para essas pessoas.


Rodolfo Freire
Rodolfo Freire

Designer, gestor e especialista em marketing digital. Acredito que o Marketing seja um dos pilares para o Médico Empreendedor se destacar e alcançar seus objetivos de trazer mais saúde e autoestima para as pessoas, por isso fundei a Kapital, empresa especializada em marketing digital para área da saúde.

×
Oi, posso te ajudar?