Marketing Sensorial – Olfativo: Como Aplicar em Clínica Médica?

Ao sentir um aroma você já se lembrou de algo que estava em sua memória? Um perfume, um cheiro gostoso da natureza, ou até mesmo vindo de uma comida saborosa? Quando sentimos, vem em nossa mente sensações vividas e momentos cheios de emoções podendo ser positivos ou não.

Já escrevemos um conteúdo aqui no Blog da Importância em aplicar o Neuromarketing no seu dia a dia, por isso, hoje vamos explicar como que, através do Marketing Sensorial, conseguimos estimular os sentidos humanos para atrair ainda mais a atenção de seu paciente para alcançar o seu objetivo.

O cérebro dos pacientes está recebendo estímulos maiores, e com isso é necessário investir em outras estratégias para se diferenciar e estar em vantagem em relação ao seu concorrente. Uma opção muito utilizada atualmente é uma variante do Marketing Sensorial, o Marketing Olfativo.

Se você ainda acha que nosso sistema Olfativo não interfere em nossas escolhas e intenções, um estudo realizado analisou a resposta de 2 grupos de pessoas: um estava em uma sala com um leve aroma cítrico de limpeza, enquanto o outro estava em um ambiente sem aroma. Nas respostas obtidas dentro do estudo, o grupo onde havia o cheiro cítrico ocorreu uma maior porcentagem de respostas as perguntas relacionadas a limpeza. Porém, quando questionados nenhum integrante do grupo relatou ter sentido um cheiro cítrico na sala durante o estudo, isso porque as associações agem em um nível inconsciente. Ou seja, mesmo possuindo 5 sentidos, nós nos atentamos na maioria das vezes para a Visão, excluindo a percepção dos outros sentidos que nos influencia sem percebermos, como foi o caso do aroma nesse estudo.

Nós possuímos uma média de 10.000 memórias olfativas, quando sentimos um aroma ele é armazenado no cérebro e permanece lá para sempre. Além disso, o olfato possui ligações diretas entre nosso sistema olfativo e o sistema límbico no cérebro (responsável pelas emoções), ou seja, através de seu estímulo nós conseguimos gerar respostas emocionais duradouras e intensas com nossos pacientes de forma mais rápida sem passar por etapas, criando experiências positivas que serão guardadas na memória, ganhando um espaço sentimental.

Através desse sentido é possível elevar o envolvimento com você, doutor, afinal, VOCÊ é a sua MARCA:

  1. Aumentando a Fidelização de seu Paciente;
  2. Aumentando a Qualidade da Experiência do Paciente;
  3. Aumentando o tempo de Permanência em seu espaço;
  4. Aumentando a probabilidade de Confiança.

Ao notar toda essa influência do Olfato em nossas emoções, diversas empresas já se especializaram nessa área do Marketing Olfativo e hoje criam fragrâncias exclusivas para clínicas e consultórios, transmitindo a mensagem e valor, trazendo diversas emoções do paciente à tona ao adentrar na clínica.

Quando o seu paciente está envolvido por sentimentos positivos criados a partir do Olfato é um ótimo momento de você mostrar o seu serviço! Afinal, quem não gostaria de trazer recordações para seu paciente as quais ele possa lembrar de sua marca depois com emoção? Lembre-se quem guarda uma marca na memória com emoção tem maior chance de não ser esquecida.


Natalia Cavalaro
Natalia Cavalaro

Bióloga e Sócia da Kapital. Especialista em Facebook e Google Ads. Pós-Graduada em Neuromarketing pela Inova BS. Crossfitter e amante da vida saudável. Gosta de processos e de entender como tudo funciona.

×
Oi, posso te ajudar?